Artigos Mais Lidos
Tela-Multicultural-Henrique-Vieira-Filho

Poesia de Camila Formigoni

https://doi.org/10.5281/zenodo.4671842

Arte: Indomitable – Artista: Henrique Vieira Filho

Aqui escrevo

Como uma branca

Que já sofre por ser menina

Mas não imagina a dor

De uma mulher negra

Apenas por ter mais melanina.

Peço encarecidamente desculpas

Por todas as vezes que você foi julgada

Por trazer na pele uma história

Que por malditos foi menosprezada

Ah! A inteligência da sua cultura

Me encanta de uma tal maneira

Que com o sincretismo religioso

Sobreviveram ao branco maldoso

Não querendo ser repetitiva

A resistência me faz te admirar

Ter respeito por sua cor, sua garra

Me dão mais ânimo para estar viva!

Me ensina a sangrar os olhos

Toda vez que a vida me bater.

Me desculpe por cada vez que o estupro

Te fez carregar no ventre

Um filho de um branco

E por lutar e mostrar para nós como é ser gente!

Me perdoa?

Por cada lágrima que você derramou

Quando zombaram do seu cabelo

Sinto vergonha em demasia

Por essa gente que não te amou.

Me aceita como alguém que te admira

Me aceita como alguém

Que quer aprender com você

Dividir a dor de ser mulher

Branca ou negra! Me ensina a viver!

Divide comigo tua força,

Tua garra de renascer

Me ensina a ter seu sorriso?

Camila Formigoni
Graduação em Pedagogia pelo Centro Universitário Herminio Ometto de Araras (2012), 
Pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional Lato Sensu pelo Centro Universitário Amparense (2015). 
Atualmente é Pedagogista no Colégio Libere Vivere onde atua no Ensino Infantil e Professora efetiva em salas de anos iniciais do Ensino Fundamental na Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. 
É membra do Conselho de Cultura de Serra Negra no segmento Arte Escrita e Literatura. 
Atuante desde 2019 dentro de coletivos e projetos de extensão.
 Foi professora contratada na Prefeitura de Socorro -SP atuando em escola do campo. 
Foi Professora no ensino Infantil e alfabetizadora na Prefeitura Municipal de Serra Negra. 
Slow_Art_Week_Brazil_Artista_Henrique_Vieira_Filho Previous post O movimento da Slow Art (“arte sem pressa”) não se trata apenas de olhar continuamente para as pinturas.
Capa Revista_Artivismo_V2_N2 Next post Editorial – V2 – N2

Notice: ob_end_flush(): Failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/revistath/artivismo.com.br/wp-includes/functions.php on line 5420